Dez passos para perdoar qualquer pessoa

Perdoar é tanto um ato de poder quanto de limpeza. Deixar o passado para trás é a melhor maneira de se fortalecer e se libertar das emoções negativas que o afetam hoje. Siga os 10 passos para perdoar qualquer pessoa. 

Benefícios do perdão

Reduz a urgência da busca pela vingança

Diminui a necessidade de evitar o agressor

Aumenta a compaixão em relação ao agressor e suas próprias dores

Atrai relacionamentos saudáveis

Melhora a saúde física

Fortalece os relacionamentos

Traz bem-estar espiritual e psicológico

Diminui a ansiedade, o estresse e a hostilidade

Abaixa a pressão arterial

Alivia os sintomas da depressão

Fortalece o sistema imunológico

Melhora a saúde cardíaca

Aumenta a autoestima

Passo 1: Identifique as pessoas

Escreva em um papel os nomes de todas as pessoas que o feriram de uma maneira ou de outra, e que você gostaria de perdoar.

Você pode colocar quantos nomes quiser.

Passo 2: Lembre-se dos fatos

Explique o acontecimento ou comportamento que o magoou. Tente se ater apenas aos fatos.

Passo 3: Liberte seu coração

Escreva como você se sentiu quando a situação aconteceu e como você tem se sentido desde então.

Explique o que você passou, identificando as emoções que sentiu. Reconheça que você sofreu por isso. Se ainda não sentiu raiva, pode ser que esteja reprimindo seus sentimentos. Você tem todo o direito de ficar com raiva: coloque-a para fora, de uma vez por todas.

Imagine sua raiva como um líquido em uma jarra. Você é a jarra. Antes de limpá-la, precisa colocar todo esse líquido para fora.

Passo 4: Não minimize o mal que lhe fizeram

Nesse momento, não minimize ou negue o mal que lhe fizeram, nem tente justificar o comportamento do agressor.

Você não precisa entender os motivos ou circunstâncias pelos quais ele lhe machucou.

Passo 5: Cancele a dívida

Afirme claramente que você perdoa o outro por tudo que ele fez.

Passo 6: Imponha limites

Decida o que você precisa fazer para prevenir que essa pessoa lhe magoe de novo.

Por exemplo, se alguém costuma lhe agredir verbalmente, você pode escolher não manter mais contato, ou, quando se sentir insultado, responder que só irá ouvi-lo quando ele se dispuser a falar educadamente.

Passo 7: Abra as possibilidade para desculpas

Fale que ela é mais que bem-vinda para lhe escrever de volta – de repente, ela pode querer explicar seus motivos, oferecer solidariedade, admitir sua culpa, revelar que está surpresa por ter lhe magoado tanto, ou simplesmente pedir desculpas.

Porém, deixe claro que você não está pedindo a aprovação dela ao perdoá-la. Também deseje a ela tudo de melhor.

Passo 8: Abraça mentalmente o agressor

Visualize-se abraçando o outro, como alguém que abraça uma criança que cometeu um erro e pediu perdão.

Se você se sentir capaz de enviar amor a essa pessoa, parabéns!

Passo 9: Mande a sua mensagem

Envie a carta pelo correio ou pela internet ao agressor.

Se você não puder localizá-lo ou se ele já tiver falecido, queime a carta, imaginando toda a mágoa e o sofrimento sendo consumido pelas chamas.

Passo 10: Tente encontrar um significado nessa experiência

Por exemplo: assim como sofremos com injustiças vindas de outras pessoas, podemos nos tornar mais sensíveis às dores alheias.

Essa reflexão nos dá a possibilidade de ajudar àqueles que estão feridos, assim como nos motiva a prevenir futuras injustiças semelhantes.

Steven Anthony, psicologo, life coach e terapeuta Dicas escritas por Steven Anthony, Life Coach, Psicólogo e Terapeuta da Life Terapias (Guarujá, SP). 

Artigo original: www.lifeterapias.com.br