, , , ,

Os perigos da lei da atração e do Segredo

 Lei da atraçao como fazer

 

Os perigos da lei da atração e do Segredo

Já fazem alguns anos que a famosa lei da atração invadiu a internet. Muitos gurus de auto-ajuda e auto-proclamados especialistas querem fazê-lo acreditar que você tem o poder de controlar sua realidade e satisfazer todos os seus desejos através de simples visualizações. Não caia nessa armadilha! Aplicar esses princípios pode ser perigoso para a sua vida e o seu desenvolvimento pessoal.

Revelada por William Walker Atkinson (Thought Vibration of the Law of Attraction in the Thought World) e depois por Napoleon Hill (Think and grow rich) no início do século 20, a lei da atração tem sido popularizada mais recentemente por Esther e Jerry Hicks, por meio da entidade Abraham.

Essa lei decolou realmente com o filme de Rhonda Byrne “O Segredo”, em 2006. Desde então, centenas, ou melhor, milhares de livros surgiram como pústulas na face de um adolescente, e muitos guias supremos da atração começaram a oferecer seus conselhos milagrosos na rede, geralmente em troca de dinheiro.

Não há provas de que a realidade pode ser controlada

Em linhas gerais, a lei da atração postula que você pode alcançar tudo o que quiser apenas com a condição de querê-lo o suficiente e de visualizá-lo com intensidade. Em outras palavras, o universo se encarregaria de satisfazer os seus desejos. Pelo mesmo princípio, o pensamento negativo atrairia eventos negativos.

Em primeiro lugar, é necessário saber que esta “lei universal” é lei apenas no nome. Porque, ao contrário da gravidade, que funciona sempre que invocada, a lei da atração não pode ser medida.

Seu conceito provavelmente se inspirou na física quântica, à qual faz referências frequentemente.  Essa ciência conseguiu demostrar que um observador tem como influenciar o resultado de uma experiência. No entanto, apresso-me em observar que a física quântica nunca demonstrou que um observador pode controlar a realidade. Uma nuance considerável, não ?

A lei da atração não existe

É óbvio que a lei da atração não existe. E por consequência, não funciona, pelo menos não da forma que os especialistas querem que você acredite.

A lei da atraçao funciona?

Como posso ter certeza? Pela seguinte lógica: provavelmente 99,9%  da população mundial já desejou fortemente  tornar-se um milionário, pelo menos várias vezes. Ora, quantos milionários você conhece? Um, dois, três, no máximo. Se a premissa da lei da atração fosse verdadeira, o planeta deveria abrigar milhões de milionários, e todos os seguidores da lei deveriam nadar na opulência e ter uma conta bancária bem gordinha na Suíça!

Se a lei da atração existisse, viveríamos em um mundo perfeito, sem violência,sem estupros, sem falências e sem divórcios. Para combater este argumento, os defensores da Lei culpam as vítimas pelas situações infelizes em que elas se encontram, afirmando que escolheram atrair essa experiência pelas suas crenças ocultas ou vibrações deslocadas. Em outras palavras, uma criança de três anos vítima de um acidente de carro seria responsável pelo acidente : um raciocínio tanto injusto quanto cruel.

O karma é mais forte do que a atração

Quero abrir aqui um pequeno parêntese metafísico. Tenho a convicção de que atraimos certas experiências agradáveis ou desagradáveis em nossas vidas para permitir nossa evolução espiritual, de acordo com o nosso karma. Neste sentido, as vítimas realmente escolhem atravessar uma prova dolorosa.

No entanto, a escolha – pelo menos no que diz respeito às provas importantes – ocorre no nível da alma antes de sua encarnação neste planeta e não depende do nosso estado vibratório, como alega a lei da atração. Mas é uma teoria muito pessoal, sobre a qual não posso apresentar provas.

o karma

Acredito também que essas decisões cármicas podem ser alteradas a qualquer momento pelo nosso livre arbítrio, nossas decisões, nossas atitudes, nossas crenças, a sorte e … nossos pensamentos. Parêntese fechado.

Aceite o desafio da lei da atração

Você ainda está convencido de que a lei da atração funciona? Então, encare um dos seguintes desafios, uma vez que o Universo vai se encarregar de atender invariavelmente aos seus pedidos: tornar-se o próximo presidente do Brasil; correr 100 metros em menos de 5 segundos; passear com um relógio de ouro e o último IPhone em uma favela e sair ileso; dirigir até o trabalho sem parar em nenhum engarrafamento; ou atrair o parceiro perfeito (de preferência estilo George Clooney ou Angelina Jolie) em sua vida. Se conseguir, você deve ser um Deus!

É impossível controlar todos os aspectos da sua vida, e mais ainda a realidade física. No máximo, você é capaz de influenciá-la. Nossos pensamentos podem influenciar a realidade até um certo ponto (por exemplo, o efeito placebo em medicina), mas nunca controlá-la. A diferença entre influência e controle é abissal, e os defensores da lei têm uma certa tendência a ignorar esse abismo.

Os perigos da lei da atração

O título deste artigo evoca o perigo da lei da atração. Esta lei é perigosa porque promete uma vida fácil através da realização de todos os seus desejos. Quantos já montaram seu “quadro da visão”, como preconiza o documentário “O Segredo” e tentaram manifestar as suas visões durante longas horas? A alma gêmea nunca chegou, a luxuosa casa nunca foi erguida, a viagem ao redor do mundo nunca saiu do papel…

Perigos da lei da atraçao

 

A dura e triste realidade é que a lei da atração promove uma certa inércia e uma grande passividade. Além disso, desenvolve uma atitude do tipo « tudo é devido » e o mundo inteiro é obrigado a atendê-lo. No entanto, sem ação, não existe reação. Sem esforço, nada de desejos realizados.

O aspecto mais perigoso da lei da atração (seguindo as dicas de alguns de seus professores) é que ela recomenda a “fazer como se”. Quer ganhar milhões? Então, comece a se comportar como um milionário, a frequentar os mesmos lugares que eles, a vestir os mesmos trajes. Em outros termos, consuma enlouquecidamente sem se preocupar com o orçamento e gaste dinheiro sem contabilizá-lo.

Seguindo essas dicas, você não influencia a realidade: você influencia a sua saúde financeira ! E quando a realidade te pegar, você já não terá um único centavo para bancar sua sobrevivência, que dirá para sustentar um estilo de vida que simplesmente não existe!

O poder está em suas mãos

Apesar de tudo, o conceito da lei da atração tem algo de bom. Ele restaura um certo poder ao indivíduo: a faculdade de decidir o que deseja em sua vida. É também um formidável instrumento motivational, pois se você acredita em algo com a força suficiente, você pode obtê-lo.

Da mesma forma, mostrar uma atitude positiva, respirar confiança e acreditar em sua boa estrela constituem, sem dúvida, uma base sólida para o sucesso.

Tomar as rédeas da sua vida e materializar seus desejos não têm nada a ver com a lei da atração: trata-se simplesmente de psicologia positiva. Quando sua mente está focada em um objetivo, ela consegue mobilizar numerosos recursos para atingi-lo.

Henry Ford, Bill Gates, Ted Turner e todos aqueles que têm sido bem sucedidos na vida profissional devem seu êxito à da lei da atração? Claro que não. Essas pessoas tiveram uma visão, um sonho, uma meta claramente definidos. Contudo, até onde se sabe, nenhum deles encontrou o sucesso sem antes ativar o modo ação. De fato, a ação é o fator que oferece as chaves do sucesso! Resumindo : muito trabalho duro, sacrifícios e boas escolhas. Sem esquecer um ingrediente importante, a sorte. Ou o destino…

O sucesso não vem sem esforço

Um exemplo : você quer tornar-se milionário montando uma empresa. Se ficar em casa só visualizando e esperando até que as coisas aconteçam, as probabilidades de sucesso são tão altas quanto o fim da corrupção no Brasil nos próximos dez meses.

O segredo mito

Por outro lado, se você passar à ação, realizando um plano de negócios, contatando investidores, procurando salas, vai desencadear uma série de eventos e sincronicidades que vão conduzi-lo ao começo das trilhas do sucesso. Mas você vai precisar suar, e muito.

Portanto, tenha cuidado com os “profissionais” que prometem uma vida abundante com o mínimo de esforço e a felicidade absoluta sem sofrimentos. O melhor mesmo é lembrar-se sempre destas duas leis, essas sim imutáveis:

  1. A menos que você tenha nascido em berço de ouro ou com uma sorte absurda, nunca obterá nada sem esforço ;
  2. O sofrimento é parte fundamental da vida, e é impossível evitá-lo.

Estas duas leis são menos sedutoras do que a lei da atração, mas pelo menos elas têm o mérito de não enganar a ninguém.

Steven Anthony, psicologo, life coach e terapeuta Dicas escritas por Steven Anthony, Life Coach, Psicólogo e Terapeuta da Life Terapias (Guarujá, SP). 

Artigo original: www.lifeterapias.com.br